Concurso Público TST 2017 – Edital em Breve


  

Seleção deverá ofertar vagas para analista e técnico. Ainda não há data para divulgação do edital.

Apesar da crise econômica que assombra todo o cenário brasileiro desde 2016, o ano de 2017 teve início com novas perspectivas de empregos. O TST informou nas primeiras semanas de janeiro que realizará um concurso público para preencher a demanda de empregos da instituição que fica no Distrito Federal.

Durante o fim de 2016, o órgão já avisava ter planos de modificar sua programação ao longo de 2017, com novas oportunidades de emprego, principalmente nas funções de técnico e analista nas diversas áreas da instituição. Na época, levantou-se sobre a pressa em que as coisas tomavam seus rumos. Contudo, esse ano acaba o prazo daqueles selecionados anteriormente.

Estão aptos a concorrerem pelo cargo de técnico aqueles que possuem o diploma de conclusão do Ensino Médio emitido pelo próprio MEC ou em algumas áreas é necessário um comprovante do curso técnico. O salário inicial pode variar, mas geralmente gira em torno de R$ 8.600,00.

Por outro lado, o cargo de analista requer que o candidato tenha obrigatoriamente o diploma de nível superior. Caso tenha alguma especialização ou outros cursos no diploma, o salário poderá variar, todavia estima-se que chegue a aproximadamente R$ 13.400,00.

No momento, o concurso do TST espera pela confirmação do governo e logo após isso acontecer, é preciso que os idealizadores da seleção escolham a banca que elaborará as provas.

Há um projeto de lei da câmara que quer que o TST crie aproximadamente 300 novos postos de emprego.




A maioria das vagas disponíveis no PLC são dedicadas à carreira de analista judiciário e devem obrigatoriamente ser ocupadas através de concursos

No ano de 2012, o TST teve cerca de 100.000 inscritos em seu concurso público. Contudo, eram oferecidas apenas 37 vagas. A banca elaboradora da prova foi a Fundação Carlos Chagas.

Nesse concurso, no nível mediano houve disputa de concorrentes nos cargos de administração e programação.

Para aqueles que possuem o diploma de nível superior a concorrência foi nos cargos de analista nas demais áreas de administração, contabilidade, programação e análise na área da saúde.

A banca elaboradora decidiu formar a prova com questões objetivas para todos os inscritos. Todavia, foi aplicada uma redação para aqueles que candidataram-se as vagas de analista e por fim, os programadores tiveram que analisar diferentes casos durante a aplicação da prova.

Sirlene Montes


Gostou deste artigo? Vote abaixo.
[Total: 0 Média: 0]

Compre aqui apostila para este Concurso Público!




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *